O que quer dizer coparticipação no plano de saúde?


Coparticipação é o valor que o consumidor paga à operadora devido à realização de um procedimento em saúde. Esse valor é referente ao valor estabelecido no contrato quando a operadora não tem responsabilidade de cobertura.

A existência dessa norma protege o consumidor quando estabelece o percentual máximo para a realização de mais de 250 procedimentos, dentre os quais estão inseridos: exames preventivos e tratamentos de doenças crônicas, como por exemplo, câncer e hemodiálise. Essa medida esclarece as lacunas que existem na legislação, garantindo a transparência e fornecendo segurança jurídica ao consumidor.

O que são convênios na administração pública?


Na administração pública brasileira, o convênio se refere a todos os acordos firmados entre uma entidade da administração pública referente a acordos firmados entre uma entidade pública estadual, distrital ou municipal visando a realização de objetivos de interesse comum entre os participantes.

A formação de um convênio é uma das formas da administração direta ou indireta ou entidades particulares sem fins lucrativos, para realização de objetivos de interesse comum entre os participantes.

Essa formação é uma das formas possíveis de impor disciplina a transferência de recursos financeiros de dotações consignadas nos orçamentos fiscais e da Seguridade Social da União. Não se trata, porém, de um contrato, e sim de um acordo, pois não é vinculante nem possui partes com interesses conflitantes.

Qual a diferença entre plano de saúde e seguro saúde?


A função do seguro saúde e o plano de saúde tem o mesmo interesse: dar assistência médica e hospitalar a todos os seus clientes. A única diferença é que o seguro saúde dá ao segurado a escolha de hospitais, médicos e laboratórios.

Aumento de preço por mudança de faixa etária


Segundo o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), o reajuste da mensalidade de planos de saúde por mudança de faixa etária fere, acima de tudo, o Estatuto do Idoso (lei 10741/03).

O próprio Estatuto do Idoso já traz no artigo 15, parágrafo 3 é proibido discriminar o idoso nos planos de saúde pela cobrança de valores diferenciados em razão da idade.

O reajuste nos planos de saúde obedece a critérios por idade devido o às mudanças naturais do organismo e suas necessidades.

Negar ao idoso o direito de ser tratado como ser humano é crueldade, mesmo havendo diferenças no valor para as idades anteriores, que varia a cada 4 anos.

Apenas para ilustrar: 0 a 18 anos; 19 a 23 anos; de 24 a 28 anos, 20 a 30 anos, 34 a 38 anos...

O que é período de carência do plano odontológico?


A carência é o período em que o conveniado está impedido de realizar algum procedimento obedecendo aos prazos existentes no contrato que será assinado pelo contratante do plano.

No caso de uma urgência, o cliente já pode usar o plano para procedimentos simples após 24 horas do contrato assinado.

Após 30 dias, ficam liberados os casos de exames e consultas. Funciona praticamente da mesma forma que o plano de saúde.

O que é Plano de Saúde Individual?


De acordo com a ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, o Plano de Saúde Individual é um “plano que compreende a assistência à saúde de contratação individual, oferecido pelas operadoras de planos privados de assistência à saúde para a livre adesão de pessoas físicas, com ou sem seu grupo familiar.”

A aquisição do plano é validado por um contrato de Plano de Saúde Individual, um “instrumento jurídico firmado legalmente entre uma operadora de plano de saúde e uma pessoa física para assistência à saúde de um indivíduo ou de um grupo familiar”.

Tipos de Plano de Saúde Individual


No Plano de Saúde Individual existem duas modalidades de contratação:

*Contratação individual

*Contratação coletiva por adesão

Plano de Saúde Individual por Contratação individual

O processo de contratação individual é fácil e prática e pode ser feita nos plano Vitallis, Premium Saúde, entre outros.

Plano de Saúde Individual por Contratação coletiva com adesão

A contratação coletiva com adesão beneficia profissionais de classe, empregadores do comércio, comerciários, servidores públicos e estudantes. A cobertura e abrangência é maior, com possibilidade de planos sem coparticipação. Em Belo Horizonte, planos de saúde do Bradesco Saúde, SulAmérica Saúde, Amil, SAMP, Vitallis, entre outros, oferecer essa modalidade de contração.

Como escolher o melhor Plano de Saúde Individual?


Na hora de contratar, você deve levar em consideração uma série de critérios. Converse sobre eles com a Simetria e descubra o plano de saúde ideal para você:

Hospitais, clínicas e laboratórios que a rede atende e a abrangência

Uma pessoa criteriosa e que espera pelos melhores serviços de saúde, irá buscar os melhores hospitais quando surgir uma urgência ou emergência, principalmente se é uma pessoa que gosta de viajar.

A pergunta é a seguinte: o plano que estão me oferecendo tem abrangência nacional ou apenas regional?

Existem planos com cobertura regional, nacional e internacional. No entanto, a área de cobertura não garante que você será atendido em qualquer hospital.

Por isso, na hora de contratar o plano de saúde, você precisa discutir com a Simetria quais são os médicos que atendem ao plano, hospitais, clínicas e laboratórios.

Acomodações em hospitais

De acordo com o Plano de Saúde Individual adquirido, existem dois tipos de acomodações: quartos particulares e enfermarias.

Os quartos particulares são aqueles em que você é monitorado individualmente e pode receber visitas sem horários específicos, assim como ter um acompanhante durante 24 horas.

Já as enfermarias são mais restritas e você divide um quarto com mais pacientes.

Carência do Plano de Saúde Individual


Na hora de contratar o plano de saúde é importante se atentar aos prazos de carência exigidos pelas operadoras.

Uma pessoa criteriosa e que espera pelos melhores serviços de saúde, irá buscar os melhores hospitais quando surgir uma urgência ou emergência, principalmente se é uma pessoa que gosta de viajar.

Para casos de atendimento de urgência, a carência pode ser até de 24 horas, porém para obstetrícia, o prazo pode chegar até 300 dias.

Para consultas e exames laboratoriais, a carência costuma ser de 30 a 180 dias.

Todas as carência seguem os prazos máximos permitidos pela ANS, mas alguns Plano de Saúde Individual reduzem esses prazos, então, veja com a Simetria os benefícios de cada operadora.

O que é Plano de Saúde Familiar?


De acordo com a ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, é um “plano que compreende a assistência à saúde de contratação individual, oferecido pelas operadoras de planos privados de assistência à saúde para a livre adesão de pessoas físicas, com ou sem seu grupo familiar.”

A contratação do Plano de Saúde Familiar é formalizado com o contrato de plano de saúde individual e familiar, um “instrumento jurídico firmado legalmente entre uma operadora de plano de saúde e uma pessoa física para assistência à saúde de um indivíduo ou de um grupo familiar”.

Tipos de Plano de Saúde Familiar


No Plano de Saúde Familiar existem duas modalidades de contratação:

*Contratação individual

*Contratação coletiva por adesão

Plano de Saúde Familiar por Contratação individual


O processo de contratação individual é fácil e prática e pode ser feita nos plano Vitallis, Premium Saúde, entre outros.

Plano de Saúde Familiar por Contratação coletiva com adesão


A contratação coletiva com adesão beneficia profissionais de classe, empregadores do comércio, comerciários, servidores públicos e estudantes. A cobertura e abrangência é maior, com possibilidade de planos sem coparticipação.

Em Belo Horizonte, planos de saúde do Bradesco Saúde, SulAmérica Saúde, Amil, SAMP, Vitallis, entre outros, oferecer essa modalidade de contração.

Como funciona o Plano de Saúde Familiar?


A lei garante que os planos de saúde aceitem agregados, como pais e sogros, além de parentes consanguíneos como sobrinhos e tios.

O mesmo vale para casais sem documentação de casamento assim como as pessoas envolvidas numa relação homoafetiva. Porém todas essas relações devem ser comprovadas através de documentação de união estável ou na falta deste, podem ser consideradas testemunhas arroladas garantindo que a união existe por um tempo considerado necessário.

Para fazer valer esses direitos aos agregados, mencionados anteriormente, é necessário a apresentação de documentos que comprovem o parentesco, como exigência estabelecida pela ANS (Agência Nacional de Saúde).

O valor a ser pago depende da idade, doenças pré-existentes e outro detalhes que diferem entre os vários planos de saúde existentes no mercado.

Cobertura do Plano de Saúde Familiar


Uma das primeiras coisas que deve ser analisada está relacionada com a região que o plano atende: ser for regional, atenderá apenas nos municípios em que ela possua uma clínica ou hospital nas cidades mais próximas.

Se for nacional, ela vale para todo o território nacional e existem aquelas que atendem até mesmo em outros países. Você pode obter essas informações ou até mesmo confirmá-las através do site da ANS.

Apesar de todos os procedimentos obrigatórios pela ANS, alguns planos oferecem até mesmo procedimentos mais complexos, da mesma forma que podem oferecer menos daquilo estabelecido pela ANS.

Depois dessa análise, é necessário verificar os planos de saúde familiar com relação a parto e obstetrícia. Um exemplo clássico está ligado aos tipos de acomodações oferecidas: enfermaria (quando existem outros pacientes no mesmo quarto) ou particular (aquelas que comportam apenas um paciente, mas oferece mais conforto e privacidade).

Existem também categorias de planos diferentes: os que cobrem os procedimentos básicos, os intermediários e os completos.

Quando se fala de um plano familiar é preciso estar atento a isso, pois normalmente o plano do titular será o mesmo para os dependentes e as necessidades podem não ser as mesmas. Por isso é necessário verificar se o que está sendo contratado irá atender a todos.

Carência do Plano de Saúde Familiar


A carência de um plano de saúde familiar pode variar bastante, mas qualquer problema sério ou acidentes, tanto o titular como os dependentes, devem ser atendidos, assim como doenças pré-existentes, pelo menos após 24 horas da contratação do plano.

É interessante investigar um ponto interessante, alguns planos de saúde diminuem ou isentam o cliente da carência.

O que é o Plano de Saúde para Empresa?


De acordo com a ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, o Plano de Saúde Empresarial é um “plano privado de assistência à saúde que oferece cobertura da atenção prestada à população delimitada e vinculada à pessoa jurídica por relação empregatícia ou estatutária.”

O Plano de Saúde para Empresas é formalizado com um contrato de plano de saúde coletivo empresarial, um instrumento jurídico, firmado legalmente por pessoa jurídica, que oferece cobertura da atenção à saúde prestada à população delimitada e a ela vinculada por relação empregatícia ou estatutária.

Plano de Saúde Empresarial para o funcionário

Para o funcionário aderir a um Plano de Saúde Empresarial, ele precisar ter um vínculo empregatício. Cada empresa possui um processo específico para inclusão de dependentes, então, é necessário conversar com os responsáveis no momento da solicitação. A cobrança do plano de saúde é discriminado no holerite e deve respeitar a um percentual máximo em relação aos valores recebidos.

Plano de Saúde Empresarial para a empresa

O Plano de Saúde para Empresas é disponibilizado especialmente para empresas e essas podem variar de tamanho e de número de funcionários. Para contratar, a empresa precisa ter CNPJ e, no mínimo 2 a 3 funcionários O Plano de Saúde Empresarial é dividido por categorias de acordo com quantas vidas:

02 a 29 vidas 30 a 99 vidas Acima de 100 vidas

Como funciona o Plano de Saúde para Empresas?


Os Planos de Saúde para Empresas, como seu próprio nome sugere, são contratados por empresas que desejam cobrir a auxiliar nos cuidados com a saúde de seus funcionários.

Os valores são reduzidos para os funcionários, pois são feitos para todos os membros da equipe, sendo repassada uma taxa infinitamente menor do que normalmente se pagaria em um plano individual e pessoal.

Assim, para os colaboradores é vantajoso ter como benefício um plano de saúde que irá atender não só a ele, como a familiares de até 3º grau.

É importante que as empresas percebam que conceder um plano de saúde é, em primeiro lugar, uma valorização do trabalho dos funcionários.

Com esta ação poderá ser visto o aumento de produtividade do corpo de funcionários.

Normalmente, depois de colocar o benefício em prática, nota-se em curto prazo o aumento na satisfação e frequência no local de trabalho por parte dos colaboradores.

Em resumo esse Plano beneficia igualmente ambas as partes, é um benefício para os funcionários e seus familiares, mas também se apresenta como uma ótima opção para o proprietário da empresa que irá economizar em torno de 30% se compararmos os valores com os planos de saúde para pessoa física.

Cobertura do Plano de Saúde para Empresas


Dentro de um Plano de Saúde Empresarial podemos encontrar diversos tipos de coberturas, procedimentos que aquele plano atende, mas podemos citar as mais comuns entre eles:

* consultas;
* exames;
* internações;
* cirurgias;
* tratamentos periódicos;
* partos.

Carência do Plano para Empresas de Saúde

Carência é o período em que o Plano começa a ser pago, mas em que o usuário ainda não pode usufruir de seus serviços. Para cada caso existe um período de carência, por isso é sempre muito importante ficar atento ao contrato, para que as consultas possam ser utilizadas dentro do período destinado de carência.

Alguns prazos possíveis, previstos pela ANS (Agência Nacional de Saúde), são:

* 30 dias de carência para exames considerados simples;
* 90 dias de carência para exames considerados complexos;
* 300 dias de carência para parto.

O que é Plano Odontológico?


De acordo com a ANS, Agência Nacional de Saúde Suplementar, é um “plano privado de assistência à saúde que compreende todos os procedimentos listados no Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde para a segmentação odontológica. Estão estão incluídos no plano exame clínico, radiologia, prevenção, dentística, endodontia, periodontia e cirurgia.”

Por que contratar o Plano Odontológico?


A importância do Plano Odontológico pode ser explicada de forma simples e objetiva: aumento na qualidade da sua saúde bucal! A Saúde de uma pessoa começa pela boca, que é seu cartão de visitas. Com um belo sorriso no rosto se consegue um belo resultado!

Plano Odontológico Empresarial


Os planos odontológicos da Amil, Bradesco Seguros, MetLife, OdontoPrev, entre outros, oferecem:

Plano odontológico para empresas com a partir de 2 funcionários beneficiários Planos com mensalidades acessíveisPlanos com carências reduzidas Cobertura ampla e atendimento nacional

Plano Odontológico Individual e Familiar


Os planos odontológicos da Amil Dental, Bradesco Seguros, MetLife, OdontoPrev, SulAmérica entre outros, oferecem: Planos odontológico com ampla rede credenciada em Belo Horizonte e nas principais cidades do interior de Minas Gerais Atendimento Nacional com ampla cobertura Planos sem carência ou com prazo reduzido Contratação ágil e fácil