Como escolher o melhor plano de saúde infantil?

Se você é mãe ou pai e está a procura de um bom plano de saúde para os seus filhos, este artigo irá lhe ajudar a tomar a melhor decisão. Nós sabemos que as crianças necessitam de acompanhamento médico e cuidados com a saúde.

É por isso que, antes de escolher o melhor plano de saúde infantil, é fundamental levar em consideração alguns fatores, como: forma de pagamento, área de abrangência, período de carência e a própria rede credenciada em si, bem como os serviços prestados e possíveis benefícios.

O primeiro tópico a se pensar é: qual é a melhor forma de pagamento para o plano de saúde para crianças?

Normalmente, as crianças pagam mais barato, uma vez que o preço dos planos são ajustados por faixa etária. Sendo assim, o preço vai subindo na medida que as pessoas vão ficando mais velhas, porque elas geralmente são mais custosas ao plano. Pessoas mais velhas, por tabela, pagam mais.

Geralmente, as crianças são dependentes dos pais nos planos de saúde. O pai tem um plano pela empresa que possui ou trabalha e agrega o filho como dependente. Esse é o cenário mais comum.

Além disso, é importante ficar de olho nas mensalidades. Observe o valor estipulado para cada faixa de idade. O mais comum é que as operadoras cobrem uma taxa fixa por mês, independente se os serviços foram usados ou não.

Há, ainda, algumas modalidades que cobram uma mensalidade reduzida, mas incluem um percentual a ser pago de acordo com os atendimentos realizados, como é o caso de consultas, internações ou exames. Em outras palavras, essa é a coparticipação. Por isso, preste muita atenção nesses detalhes.

Em segundo lugar, é importante conhecer a rede credenciada em si. Atualmente, existem no mercado várias opções.

Não existe o melhor plano de saúde, porque isso varia a cada caso e depende muito do perfil da família e da criança. Existe também um ponto muito forte que é o custo-benefício.

Veja abaixo alguns exemplos de bons convênios médicos que você pode ter. São estes:

Caso você tenha dúvidas, procure mais sobre cada um para encontrar o que melhor se adeque às suas necessidades.

O terceiro ponto é verificar a área de abrangência do plano. Existem modelos de planos com abrangência municipal, estadual e nacional. Por conta disso, confirme se o plano de saúde oferece serviços completos na cidade onde você e a sua família vivem.

Caso esteja em dúvida, faça uma pesquisa rápida na internet: entre no site da operadora e veja a lista de profissionais de saúde que atuam na sua região.

Veja também se essa relação está devidamente atualizada. Você pode entrar em contato com a operadora, com o consultor ou confirmar os dados diretamente com os médicos que lhe interessam.

Em último lugar, verifique os períodos de carência. A carência é um prazo estabelecido pela operadora para que o paciente possa utilizar todos os serviços. Por isso, é essencial que você pergunte ao consultor sobre os períodos de carência, antes de escolher um plano de saúde infantil. Pode ser que para algum exame específico, seja preciso esperar algumas meses.

De acordo com a lei, em caso de emergência, o paciente deverá esperar, no máximo, 24 horas para ser atendido em prontos-socorros. Já em consultas, exames, cirurgias e internações, esse período pode variar, chegando até a 6 meses de espera.

Portanto, esse é um ponto muito importante a se analisar antes de fechar negócio, para evitar possíveis transtornos no futuro.

Dica importante: A operadora de planos de saúde pode exigir no contrato um tempo de carência menor que o previsto na legislação, porém nunca um período de tempo maior que esse. Ou seja, se a operadora oferecer redução nos prazos de carência, exija esse compromisso por escrito.

E lembre-se de que, por se tratar de um indivíduo com a imunidade ainda em desenvolvimento, é possível que o seu filho precise realizar consultas médicas com frequência, assim como tomar vacinas e fazer exames médicos de rotina.

Após considerar os tópicos acima, escolha o melhor plano de saúde infantil para o seu filho e viva com mais tranquilidade em família!

WhatsApp chat